Bandas

 
  Information Society

Paul Robb, James Cassidy e Kurt Harland se formaram na mesma escola secundária em Minneapolis, mas não se conheciam muito bem naquela época. Mas todos estavam no mundo da música. Paul estava trabalhando com sintetizadores desde os 16 anos, tocou saxofone na banda da escola e organizou diversas bandas de performance única para funções escolares.  James tocava banjo sozinho e baixo em grupos com amigos. Kurt tocava piano desde os 6 anos, estava no coro da escola e cantava nos musicais que o departamento de teatro produzia.
Por volta de 1981, Paul decidiu formar uma banda usando nada além de sintetizadores. Então Paul Robb chamou Kurt Harland e outros amigos para formarem o Information Society. Paul tirou o nome "Information Society" do livro "Future Shock", de Alvin Toffler. O nome da banda também pode ser abreviado para "InSoc", que é uma referência a "IngSoc", do livro 1984 de George Orwell. 
Em 82, os caras lançaram o EP com cinco músicas e entre 83 e 84 lançaram o mini-LP Creatures of Influence que foram desastres totais. Em 85 a música Running foi relançada na forma de compacto. Foi um estouro. Eles excursionaram por vários estados americanos com a força de uma música. 
Em 88, lançaram o disco Information Society que possuia a música Running. Os principais hits do disco foram: What's On Your Mind, Walking Away e Repetition. A Europa não ligava para eles. Em 89, fazem shows pelo Brasil. Viram estrelas absolutas nas terras tupiniquins. 
Em 90, lançam Hack. A primeira música de trabalho foi Think e seu clip passava direto pela MTV. Depois vieram How Long, Come With Me e Slipping Away.
Em 91, tocam para mais de 190 mil pessoas no Rock in Rio II. Fizeram mais sucesso ainda. Com isso, Hack superou o disco anterior em ventagens. Já como mania nacional, os garotos ainda em 91, fizeram a maior turne internacional que já se viu no país, passando por 25 cidades. 
Em 92, lançam Peace and Love, Inc. com um som mais adaptado ao que estava rolando na época. Só tocaram mesmo foi Peace and Love, Inc., Cry Baby e Going Going Gone, apesar do disco ter várias músicas boas como Where Would I Be Without IBM, To Be Free e Still Here. Apartir daí, começa as desavenças da banda.
Em 93, voltam ao Brasil para fazer seu suposto "último show". No fim, a banda se separa devido a conflitos diretos entre os integrantes. Paul (ótimo produtor) segue sua vida produzindo novas bandas e fazendo projetos independentes. James casou-se e pelo que sei, largou a música. Kurt começa a criar músicas para video-game. Em 94, Kurt compra o nome da banda. Kurt ainda volta ao Brasil para fazer pequenos shows, sem quase divulgação.
Em 97, Kurt lança Dont Be Afraid, com som mais "dark industrial". CD duplo sendo o segundo um DATA CD, com várias informações, clip de "Peace and Love", samples e imagens. 
No final de 99, saiu "Don't Be Afraid" aqui. Sendo só um cd (sem o DATA CD) e incluindo versões remix de Closing In, On the outside e Are 'Friends' Electric e ainda a música White Roses. 
Por enquanto, Kurt continua trabalhando, fazendo músicas para video-game e quem sabe outros CDs. O Information Society não faz mais parte de seus objetivos futuros.

 


RÁDIO UNIFEV FM
FREV - Fundação Rádio Educacional de Votuporanga

08/05/2006 - 17h41min