Bandas

 
  Pearl Jam

O Pearl Jam surgiu na década de 80, em Seattle. O guitarrista Stone Gossard e o baixista Jeff Ament que eram amigos, formaram uma banda de hard-rock chamada de Green River ao lado do guitarrista Steve Turner e o vocalista Mark Arm. Essa banda achegou a lançar um álbum e um EP, mas se desfez em 88 quando Arm e Turner formariam logo depois o Mudhoney. Stone e Jeff continuaram juntos e, com o vocalista Andrew Wood, formam uma outra banda chamada Mother Love Bone. Logo após o lançamento do primeiro álbum da banda, vocalista Andrew Wood, morre, vítima de uma overdose de heroína. Os dois companheiros de Wood, sem outra opção, saíram à procura de um novo vocalista. Logo gravam uma fita demo com 3 músicas instrumentais que, por intermédio do ex-baterista do Red Hot Chili Peppers, Jack Irons, caiu nas mãos do então vocalista desempregado Eddie Vedder. Nascia então o que seria o primeiro embrião do Pearl Jam...
Depois de se conhecerem, Jeff, Stone, Mike e Eddie decidem formar definitivamente um novo grupo, e para isso ganham o reforço do baterista Dave Krusen. Nascia definitivamente então o Pearl Jam.
A princípio, o nome da banda seria Mookie Blaylock, mas Vedder sugere o nome Pearl Jam, que seria uma homenagem a uma geléia com poderes alucinógenos que sua avó fazia.
O primeiro contrato com uma gravadora de grande porte foi em 1991 com a Epic Records, aonde foi lançado o primeiro álbum “Tem”.
Este disco emplacou vários hits nas rádios e na MTV, como "Alive", "Jeremy"e "Even Flow". Ainda nesta época a banda teve a sua primeira baixa, o baterista Dave Krusen foi substituído por Dave Abbruzzese.
Em 1992 os caras entram na onda o acústico e gravam  o MTV Unplugged. Já 93 saiu dois singles chamados Daughter e Animal. Em outubro deste mesmo ano sai "Vs". O sucesso do grupo se tornava cada vez maior com a gravação de singles como Spin In The Black Circle e do próximo álbum "Vitalogy". Foi nesta mesma época que Dave Abbruzzese foi mandado embora do grupo. Seu substituto foi o ex-Chilli Peppers Jack Irons.
Em 1994, já nas lojas, o disco "Vitalogy" não vende tão bem quanto os anteriores, e a tensão entre a banda aumenta. Vitalogy não chega a ser um fracasso, mas a significativa diminuição de cópias vendidas é diretamente causada pelo boicote que a banda sofre por parte da imprensa em geral, devido à postura anticomercial adotada por eles.
Em 1995, a banda sai em numa turnê mundial com Neil Young, e em 96 o Pearl Jam resolve fazer uma pausa, e sai de cena por um tempo.
Em 1997 os caras voltam à ativa e gravam um novo trabalho "No Code". O disco não foi um sucesso, mas mesmo assim vendeu bem, e mais uma vez eles partem para uma nova turnê de quase dois anos, sempre com casa cheia.
Em 1998, sai os singles "Given To Fly", "Wishlist", e o novo álbum "Yeld", com o primeiro vídeo "Single Video Theory".
Ainda em 98, chegou às lojas o primeiro registro ao vivo do grupo: "Live On Two Legs". Este foi também o primeiro trabalho do grupo com o ex-baterista do Soundgarden, Matt Cameron. O grupo aparece com a música "Last Kiss", uma bela e simples balada, que tocou exaustivamente nas rádios do Brasil. No mesmo ano a banda termina as composições do álbum "Binaural" que acabou sendo lançado em 2000, porém, sem a agressividade que marcou o início da carreira.
Em 2002, chega "Riot Act", um pouco mais pesado que o trabalho anterior e que trouxe de volta, inclusive, a rebeldia do Pearl Jam, pelo menos nas apresentações ao vivo onde o vocalista Eddie Vedder criticava duramente o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush e a guerra no Iraque.  Nesta época a banda passa a comercializar em seu site oficial gravações de quase todos os shows realizado em turnê.
Somente em 2004, é que o Pearl Jam anunciara a produção de um disco inédito. O material, entretanto, não tem título e nem data pra sair. E não só isso não, as caras continuam sem gravadora. Este ano os caras eles novamente entram em turnê mundial. Pra nossa alegria uma passadinha aqui por terras tupiniquins, e fizeram algumas apresentações antológicas, para ninguém esquecer jamais.
Em 2 de maio de 2006, a banda lançou Pearl Jam. O álbum, auto-entitulado, traz como destaque o excelente trabalho de guitarras de Stone Gossard e Mike McCready. O discurso do álbum, ao longo de suas 13 faixas, é na sua maioria, anti-guerra, criticando severamente, à semelhança de Riot Act, o governo de George W. Bush. O single World Wide Suicide, foi disponibilizado meses antes do lançamento oficial do álbum, de forma gratuita no site oficial da banda.
Pearl Jam é o primeiro trabalho da banda fora da gravadora Epic. Quando perguntado da simplicidade do nome do álbum, Eddie respondeu: "Há tanta informação nas canções e nas letras, que dá a sensação que mais um título seria pretensão demais".
Destaque para a faixa que é o primeiro single do álbum World Wide Suicide, a forte Comatose, a contagiante Army Reserve e a finalizar Inside Job com uma letra e melodia fantásticas.
Como forma de divulgação do álbum, a banda tocou duas músicas do novo álbum (World Wide Suicide e Severed Hand) no humorístico Saturday Night Live. Fazia 12 anos desde a última apresentação da banda no programa.

 

 


RÁDIO UNIFEV FM
FREV - Fundação Rádio Educacional de Votuporanga

16/10/2007 - 10h45min