Bandas

 
  Green Day

A historia do Green Day começa por influência quase que exclusiva de Kurt Cobain e seu Nirvana. Com uma boa seqüência de hits e a tal da atitude, a banda fundada liderada pelo troncudinho Billie Joe Armstrong, guitarrista e vocalista, e seu amigão de infância, o baixista Mike Dimt, onde agruparam o baterista Al Sobrante,  chegando a lançar um EP independente chamado 1000 Hours. O impacto do disco e das apresentações da banda no circuito punk californiano levou a um contrato com o selo independente Lookout, onde gravaram seu primeiro álbum, 1039/Smoothed Out Slappy Hour, em 91, com um novo baterista, John Kiftmeyer. Logo após o lançamento do disco, porém, ele seria substituído pelo alemão Tre Cool.
Nos anos seguintes, o Green Day no underground americano cresceria consideravelmente, impulsionado ainda mais por seu segundo álbum, Kerplunk, em 1992. Foi o suficiente para surgirem propostas de várias grandes gravadoras, sendo que a escolhida seria a Reprise, por onde lançariam o disco que alavancou a banda com mais de 10 milhões de cópias vendidas, sendo 80 porcento só nos EUA: Dookie, de 94. A ascensão da banda seria fulminante, graças a hits como "Basket Case".
Gravando à parte mais um hit, "J.A.R.", para a trilha-sonora do filme Angus, o Green Day não tardaria a retornar com o álbum Insomniac, em 1995, obtendo vendagens expressivas, mas sem repetir o estouro do disco anterior. Depois de cancelar sua turnê européia de 1996, alegando exaustão, o grupo se recolheu para compor e gravar Nimrod, disco mais tranquilo, quase acústico em termos de Green Day.
Em 2000, a banda voltaria ao som tipicamente Green Day com Warning, disco que manteve aqueles roquinhos de rebeldes de cabelo oxigenado nas rádios por um bom tempo. EM 2001 foi a vez da coletânea International Superhits!. Após isso os caras gravaram um CD, chamado Shenanigans, de musicas que não entraram em nenhum dos álbuns anteriores. 
Em 2004, o Green Day após 2 anos sem lançar nada, os caras voltam com tudo em American Idiot, e logo já estavam no topo das paradas. Já em 2005, os caras dominaram o Video Music Awards da MTV, faturando incríveis sete prêmios na cerimônia. O trio punk-pop, que se apresentou no início do evento, abocanhou troféus como Clipe do Ano, com "Boulevard Of Broken Dreams", e Escolha da Audiência, com "American Idiot", além de brilhar em categorias técnicas.

 


RÁDIO UNIFEV FM
FREV - Fundação Rádio Educacional de Votuporanga

08/05/2006 - 17h09min