HOME
RADIO UNIFEV
TORPEDO
PROGRAMAÇÃO
BANDAS
INTERNOTAS
RÁDIO AO VIVO
ESTÁGIOS E EMPREGOS
CIBER UNIFEV
CONTATO
Ouvidoria

 
 

:: Mutantes

Diz a História A história dos Mutantes começou quando Arnaldo foi convidado para integrar a banda Woodfaces onde já tocava guitarra seu irmão e primogênito da família Dias Baptista, Cláudio César. Como a maioria dos conjuntos dos anos 60, fizeram muitas apresentações em festinhas, tocando um pouco de tudo. Um ano depois os Woodfaces terminaram, pois alguns de seus integrantes queriam tocar Bossa Nova, o que para Arnaldo e seu amigo Rafael era praticamente uma ofensa.  
Com o nome de O’Seis, a banda gravou um compacto, raríssimo. Com o fim do grupo, Arnaldo, Rita e Sérgio formaram os Mutantes, para acompanhar o cantor Ronnie Von em seu programa O Pequeno Mundo de Ronnie Von. O primeiro registro fonográfico do grupo foi a participação no compacto “Bom Dia”, de Nana Caymmi – através de quem conheceram Gilberto Gil, que viu no trio paulista o complemento que procurava para inscrever sua canção “Domingo no Parque” no Festival da TV Record de 1967.
O primeiro disco dos Mutantes, apresentava o trio fortemente influenciado pela psicodelia festiva dos Beatles e pelos gurus da tropicália, mas o segundo LP, homônimo, já revelava maior independência criativa, com criações próprias de sucesso, como “Dom Quixote”, “2001” ou “Caminhante Noturno”. Com a virada de década, o trio original foi acrescido do baterista Dinho e do baixista Liminha, ao mesmo tempo em que ganhava em coesão instrumental, caminhava para uma sonoridade menos debochada, mais próxima do rock progressivo.
Em 1973, Rita saiu dos Mutantes, sem espaço no meio da obsessão técnica da ala masculina da banda. Imediatamente começaram as gravações do novo disco, O A e O Z, fortemente influenciado por Mahanishvu Orchestra e Yes. A gravadora não se interessou por seu lançamento, considerado-o “anticomercial”, e dispensou os Mutantes de seu cast. Logo em seguida, Arnaldo saiu do grupo, seguido por Liminha e Dinho – este substituído por Ruy Motta. Sérgio assumiu o nome da banda e foi definitivamente para o rock progressivo.
Em 1978, Os Mutantes mantiveram formação instável, chegando a lançar dois LPs e o EP Cavaleiros Negros, e a se manter com razoável sucesso no cenário do rock brasileiro que se fazia nos anos 70.Em 2000 foi finalmente lançado o álbum inédito gravado em Paris em 1970, Tecnicolor, com capa pirada de Sean Lennon, fã confesso da banda.

Rádio UNIFEV FM - Esta Rádio Pega!!!
28/12/2005 - 11h52min
imprimir
 
 
  3 Doors Down
  AC/DC
  Aerosmith
  Alanis Morissette
  Alice in Chains
  Angra
  Arnaldo Baptista
  Audioslave
  Avril Lavigne
  B-52’s
  Barão Vermelho
  Biquíni Cavadão
  Black Sabbath
  Blink-182
  Blur
  Bob Dylan
  Bruce Springsteen
  Camisa de Vênus
  Capital Inicial
  Charlie Brown Jr.
  Chico Science e Nação Zumbi
  Coldplay
  CPM 22
  Detonautas Rock Clube
  Dire Straits
  Duran Duran
  Eminem
  Evanescence
  Faith No More
  Foo Fighters
  Green Day
  Guns n' Roses
  Heart
  Information Society
  Ira!
  Jack Johnson
  Jota Quest
  Kiss
  Legião Urbana
  Linkin Park
  Los Hermanos
  Magazine
  Metallica
  Midnight Oil
  Mutantes
  Nando Reis
  Nirvana
  O Rappa
  Oasis
  Patu Fu
  Pearl Jam
  Pink Flyd
  Pitty
  Pixies
  Plebe Rude
  R.E.M
  Raimundos
  Ramones
  Raul Seixas
  Red Hot Chili Peppers
  Rush
  Siouxsie And The Banshees
  Skank
  Skid Row
  System of a Down
  Talking Heads
  The Beatle
  The Clash
  The Cure
  The Deep Purple
  The Doors
  The Police
  The Smashing Pumpkins
  Tihuana
  Tina Turner
  U2
  Ultraje a Rigor

RÁDIO UNIFEV FM - Fundação Rádio Educacional de Votuporangas
Rua Pernambuco, 4196 - (17) 3405 9996 - CEP 15500-006